terça-feira, 7 de julho de 2009

Há dias assim...

Ontem tive um elaborado pedido de desculpas em gujarati. Digo elaborado porque demorou bastante tempo. Não percebi um quinto do que foi dito, mas consegui entender a que episódio a minha vizinha se estava a referir: à valente palmada que me deu nas costas, em jeito de brincadeira. A mão pesada das mulheres indianas e o facto de elas me considerarem uma delicada mascote branca, foi o que originou o pedido de desculpas. Que terminou com muitos risos e apertos de mão.

A minha amiga D. voltou das suas férias, cujo principal objectivo era pôr as ideias em ordem. Durante os dias que passou na aldeia dos pais, leu um livro com alguns conselhos para uma vida mais feliz. Disse-me que a cada capítulo que lia, se lembrava de mim e das coisas que eu lhe tinha dito ao longo das nossas conversas. You are my real life happiness guru, rematou.

4 comentários:

Teresa disse...

"You are my real life happiness guru"
:)
Beijinhos

Helena Almeida disse...

Goi!!
Ser guru para alguém já é fantástico... mas ser guro da felicidade é simplesmente único!
A tua presença aí terá efeitos no percurso de vida dessa e de outras pessoas...
BEIJOS!!

eduardo disse...

Desculpas.... será que foram aceites? Espero bem que sim. Mascote? Não será que és crescida para isso?

Queiroz disse...

Yes...bem me parecia que os teus dotes te iriam galardoar rapidamente. Mas guru...não é para todos.
Beijinhos

Creative Commons License
Em Fila Indiana by Teresa Calisto is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.
E voce, blogaqui?
Directorio de Blogs Portugueses