quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Natal à Indiana

Cheguei a Surat. E depois de poucos dias já me começo a sentir em casa, graças ao grupo fabuloso de pessoas que vim econtrar aqui. Estou a trabalhar na http://www.gsnpplus.org/, uma ong de e para pessoas com HIV/SIDA, liderada pela Daxa, a presidente, um amor de pessoa, que me acolheu desde o primeiro dia, como se eu f0sse da sua família (grande parte da qual eu já conheci). O calor humano sentiu-se particularmente nestes últimos dois dias. Aqui, o dia 25 é feriado nacional, mas não há grandes celebrações natalícias, apenas um barrete de pai natal aqui e ali. No entanto, na GSNP+, fruto dos dois voluntarios anteriores que cá estiveram, o Natal é celebrado, tentando reproduzir-se dentro do possível, as tradições ocidentais. No escritório, fizemos o sorteio do Pai Natal Secreto e no fim do dia 24, fomos todos juntos comprar a prenda para entregar no dia seguinte. Devo confessar que andei o dia todo com um humor um pouco cinzento, porque apesar de tudo, gosto bastante da minha rotina de Natal familiar e aqui nem parece que estamos em Dezembro. No entanto, com as compras, o espírito começou a acordar.
De seguida fomos para casa da Daxa preparar o jantar de Natal (e onde tenho comido todos os dias desde que cheguei). A meio das preparações recebi uma chamada da minha mãe que me deixou de lágrima no canto do olho. Quando a presidente se apercebeu que eu estava a chorar, ficou em pânico. Eu lá expliquei que eram lágrimas felizes, de saudades e... começa ela a chorar! É incrível a sensibilidade que ela tem para com pessoas que afinal, ainda são estranhos.
Enxugadas as lágrimas, preparamos um doce de Natal cheio de açúcar, uvas passas e amêndoas e toca a comer (sim, aqui come-se no chão e com a mão).
Terminada a refeição (um prato vegetariano delicioso, que me soube a tripas enfarinhadas), começam os cochichos e eu apercebo-me de que me estão a preparar uma surpresa: como lhes tinha contado a tradição portuguesa de abrir os presentes à meia noite, vamos todos para minha casa (uma palácio, fotos em breve) e sentamo-nos à espera do Pai Natal. Canta-se, ri-se muito, chega mais gente, canta-se mais um bocado. Chegada a hora H, trocam-se abraços e votos de Merry Christmas. Eu e a outra voluntária (que só cá está de visita) recebemos um postal de Natal e eu ainda recebo mais uma prenda de todo o staff da GSNP+: um relógio. Fiquei tão sensibilizada com o carinho, que dormi com ele no pulso. Finalmente, tivemos direito a gelado de natal (tudo o que é doce aqui vem com uvas passas e algum tipo de fruto seco), que comemos directo da embalagem, claro.
Hoje dia 25, fomos almoçar a casa de um dos irmãos da Daxa e depois fomos a um centro comercial ver a estreia do Gajini, um filme indiano que vai ter direito ao seu próprio post. Três horas e meia depois, estamos de volta aos escritórios da GSNP+ para a troca de presentes e revelação do Pai Natal Secreto, com muita gargalhada, música, coreografias, fotografias e pais natal de chocolate à mistura. Devo confessar que este foi um Natal fabuloso, amargo pelas saudades que senti da família, mas super adoçado pelo esforço que estas pessoas, que me conhecem há dois dias, fazem para que eu me sinta em casa.

7 comentários:

Teresa disse...

Um beijinho natalicio!!:D

Queiroz disse...

Olá...Teresa de Surat. Fiquei contente por saber que a recepção foi óptima e que as pessoas têm uma sensibilidade atenta. Dei a tua morada ao pai Natal para que não se esqueça do teu trabalho e dos teus mimos...Por cá, vou estar presente e qualquer campanha que seja preciso lançar...podes contar!
Boas descobertas para os próximos dias. Um abraço para ti e Kis
ses for all.

Anónimo disse...

Querida amiga, este foi e será sempre um Natal fabuloso de que nunca te esquecerás!E as saudades temperam e dão um sabor único aos sentimentos e á nossa percepção da vida! um beijo enorme e um abraço forte da amiga que estará sempre aqui! bjx

Anónimo disse...

Quando criar o meu blog Luandense deixarei de ser anónima, até lá ainda não atino com estas identidades!Beijos!

fernandesmariateresa disse...

Olá querida, és a minha indiana preferida. Bjs.

Aurora - Ló disse...

olá indiana...tété, depois de termos falado contigo, lá vim eu ver as novidades. Gostei muito de te vêr com os teus novs amigos a festejar o NATAL. Ainda bem que foram todos muito queridos e te deram prendinhas. O relógio é muito giro.Foi um Natal diferente mas foi bom.Ainda bem. Beijinhos de toda a gente e um grande xi.

Patrícia disse...

Fiquei feliz por saber que afinal também recebeste uma grande prenda de Natal (mais do que o relógio, todo o carinho de quem ainda nem te conhece bem...). Afinal uma Mãe-Natal merece tudo, não?
Vou enviar-te por email as fotos da noite de 24. Brindámos a ti e ao orgulho que sentimos nesta tua fantástica aventura! Fiz os possíveis, mas foi inevitável sentirmos a tua falta... Beijos e continuação de boas surpresas

Creative Commons License
Em Fila Indiana by Teresa Calisto is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Portugal License.
E voce, blogaqui?
Directorio de Blogs Portugueses